Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2007

ENSAIO

Imagem
Caríssimos, os tempos modernos que à nossa porta batem e em nossos lares entram, são os principais incentivos de tudo o que presenciamos a olho nu. Uma nova cultura surge de mentes fracas para influenciar e atingir mentes mais debilitadas ainda. Acompanhamos tudo passivamente, como se esta crise, que chamamos de crise moral, não nos atingissem. Aqueles bons valores proferidos outrora, da visão mais pessimista, são hoje como água no deserto. Da visão mais otimista, e desta devemos compartilhar sem entrarmos em uma utopia, esses valores perduram por conta da fé, uma vontade interior inabalável que resiste às armadilhas a nós impostas. E devo alegrar-me por ainda existir uma maioria que opte pelos bons ensinamentos que nos transmitem, além de muitos outros, ordem e respeito.Mesmo aplicado nossos esforços, vemos uma ditadura preocupada com a casca, esquecendo que é o interior do fruto, na maioria das vezes, é o elemento mais importante. Vemos, além de tudo, uma busca incessante por um pra…

ENFIM

Imagem
O velho, de cabelos brancos, acordou aquela noite serenamente como se alguém o tivesse chamado. Olhou pela janela coberta por cortinas empoeiradas e viu por entre elas a rua vazia, nela havia nada mais se não a escuridão. Sorriu. Calçou seu chinelo de pano, aquele que sua senhora sempre deixava aos pés da cama, e que desde que ela partira, estava guardado. Hoje ela já não estava mais de seu lado, antes, sua ausência causava dentro dele o mesmo vazio que sentira em sua juventude quando viu a mãe partir daquela mesma casa, na pequena Surrey, mas hoje ele não sentia nada. Seu passado revirado em sua memória era mais um motivo para dar seus primeiros passos pelo quarto cheirando a mofo. Vestiu o seu mais belo traje, o qual a sua senhora mais gostava. Lembrou-se da última vez em que estavam juntos, recordou o último afago que ela fez em seus alvos cabelos, sentiu novamente o seu suave perfume. Suas pernas que já não eram mais as mesmas de algum tempo atrás, açoitadas pelos tremores de sua …