Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2009
Imagem
Dedico estas singelas linhas à minha mãe.
A ela, que me ensina mais do que cem professores!
A ela, que me compreende até quando não falo!
A ela, que me dá o mais precioso dos presentes: o amor!
A ela... Feliz dia das Mães!

“Vou pronunciar o teu nome quando estiver sozinho, sentado entre as sombras dos meus pensamentos silenciosos. Vou pronunciá-lo sem palavras e sem motivo. Sou como uma criança que chama cem vezes por sua mãe, alegre de apenas de poder pronunciar ‘mãe’”.
(Rabindranath Tagore)
O menino e a mulher
Fazia frio naquela que era uma das primeiras noites de maio. Frio que era capaz de matar, homens e desejos. Contudo, existiam dois corações que teimavam, insistiam, em permanecer dentro de si aceso o fogo da esperança.

Comecemos observando aquela ponte, no centro daquela grande metrópole, que havia se tornado o abrigo de seres que para muitos tinham perdido a dignidade. Muitos ali viviam quase como ratos, padecendo como seres humanos. Naquele lugar, onde o maior amparo era a marquise e…