Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2009
VIGESIMUS ANNUS


Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, povos todos festejai-o!
Pois comprovado é seu amor para conosco, para sempre ele é fiel!
Sl 116

1. Observações proeminentes

A nossa vida é, indubitavelmente, recheada de perguntas. Defrontamos-nos durante nosso caminhar com interrogações fundamentais, sejam elas naturais da própria existência e de seu desenrolar ou dúvidas secundárias, criadas por nossa mente, que não rendem tanto quanto as primeiras. Contudo, essas perguntas, nobres ou frívolas dentro da grandiosidade do universo humano e além do nosso tato, são fundamentais para um verdadeiro descobrimento do próprio ser e de sua interpretação. São também caixas enigmáticas. E suas respostas, se as encontramos, auxiliam na arte de viver. Todavia, o mais importante é o esforço a que somos submetidos quando buscamos estas respostas, como que chaves para a abertura de portas. O que não pode é
cruzarmos os braços e tornar-nos indiferentes quanto a essa busca. Buscar respostas, eis um…

ENEM

Nos dias 05 e 06 de dezembro aconteceu o Exame Nacional do Ensino Médio. Querendo inovar na forma de avaliar os candidatos ao ensino superior, o Ministério da Educação errou mais uma vez. Ao propor um “novo” ENEM, tudo não passou de um teste de resistência, e não de raciocínio ou conhecimento como era a intenção, ao nos lançar um número de questões desproporcionais ao tempo, sem comentar a sua credibilidade em queda – basta ver os índices de abstenção.
Fica aqui meu protesto, que se une às manifestações de milhares de candidatos. Não é assim que se faz uma educação de qualidade. E todos nós sabemos que para um país melhor, melhor deve ser, primeiramente, a educação.

Transcrevo aqui a redação que escrevi no ENEM, acerca do amplo tema: “O indivíduo frente a ética nacional” (apresentando proposta de ação social). Com o espaço limitado, tentei inculcar nestas linhas certa acidez frenquente neste blog. Temeroso para não sair dos parâmetros exigidos, não sei se consegui.
Fica o espaço livre p…