Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Sobre Dilma, Obama e... Lula!

Imagem

Sobre a Igreja

Imagem
O Blog Diálogo Vivo recebeu na última semana uma colaboração muito especial: o Fr. Bruno Áthila, SAC (Graduado em Filosofia e acadêmico do 4° ano de Teologia), sabendo que este é um blog católico engajado na luta pelo bem, enviou-nos um artigo de sua autoria. No respeito a todas as opiniões, alegramo-nos com esta cooperação e que seja frutuosa para todos nós!Por uma verdadeira participaçãoDepois do Concílio Vaticano II (11/10/1962 a 07/12/1965) falou-se muito em “participação”. Poderíamos até dizer que as mudanças ocorridas no rito da Santa Missa foram motivadas por esta palavra. Foi em vista de uma “eficaz” e “frutuosa” participação que o sacerdote passa a “presidir” a missa de frente para o povo (versus populi) e a liturgia passa a ser em língua vernácula para que o povo pudesse entender e participar ativamente. A partir disso, a missa perde um tanto de seu caráter de culto privado e assume um espírito mais comunitário e festivo.Mas a missa não perdeu o seu tom de sobrietas (sobried…
Imagem
"Eu creio no Cristianismo tal como creio que o Sol nasceu, não apenas porque o vejo mas porque através dele eu vejo todas as outras coisas."

(C. S. Lewis 1898 - 1963)

O Kadafi que o futuro aguarda

Imagem
A guerra que há de vir

A moeda com a efige de César foi lançada ao ar pelas mãos de um juiz qualquer. A arquibancada que circunda o espetáculo aguarda, com olhos vidrados e cansados o cair do metal e assim a quem será concedido o direito do pontapé inicial. Espera-se também, para mais adiante, o resultado do enfrentamento que todos já sentenciam, é previsível.

Na realidade, tudo parece mais uma representação de joguetes passados, contudo, deflagará muito mais perdas que ganhos, na realidade sensível, tocante, em almas e em mãos que escolheram o direito de não apostar ficha alguma neste jogo irracionalmente sanguinário. E serã estas mãos, as mais limpas e suplicantes, as primeiras a serem ceifadas, decepadas.

E a crônica, repetir-se-á mais uma vez. Com os mesmos gritos, com os mesmos apelos, com as mesmas vozes, consonantes e dissonantes: as mesmas palavras. Os mesmos corações, se eles existem.

O ditador da vez não é Hussein, mundialmente enforcado anos atrás, mas Kadafi (com tantas altern…

Escrevendo na areia

Imagem
Escrevendo na areia

Netas férias realizei uma experiência diferente: escrever na areia.
No princípio, era apenas um passatempo, no qual eu rabiscava nos infinitos grãos, logo ao nascer da manhã, o endereço deste blog.
Mas com o passar dos dias, notei que alguns dos caminheiros, aqueles que assim como eu gostavam de contemplar a Criação quando iluminada pelos primeiros raios solavres, notavam aquelas marcas por onde pisavam.
Passei então a escrever orações, acreditando que assim poderia cumprir dois objetivos: falar com Deus de uma forma diferente, através da areia de suas praias e também evangelizar.
Para minha surpresa, Deus sensibilizou o coração de algumas pessoas que, através de palavras como o Santo Anjo ou a Salve Rainha, entre outras, sentiram-se de uma forma ou de outra tocadas por Ele.
Algumas, vencendo a timidez, vieram conversar comigo. Outras, notava eu, seguiam meus passos, silenciosas, lendo o que escrevia em toda a extensão da areia.
Por fim, usei os últimos dias diante do Atl…

A santa juventude

Imagem
"Os jovens devem sair de seu isolamento, devem buscar o contato com outros jovens que trabalham e lutam por reivindicar os direitos de Deus e do homem. Não devem permanecer indiferentes diante das distintas agrupações formadas com o fim de dar ao bem uma arma de caráter social, já que o mal a tem como muito poderosa. Agrupai-vos, jovens católicos! Afastai-vos do isolamento que degrada, que envelhece, que mata, que leva indefectivelmente à derrota. Ide prontamente à organização [católica], pois assim vossos brilhos e vossas energias crescerão titânicamente, colossalmente, e Cristo reinará apesar dos tiranos."

Beato Anacleto González Flores
Mártir Mexicano (1888-1927)

Vivendo e aprendendo...

Imagem
EU VI, EU VIVICAPÍTULO IIIO depois de uma viagemQuando se faz uma viagem, o destino é sempre esperado. Se for uma viagem querida, com muito maior entusiasmo esperará a chegada o viajante. Pode ser que o meio pelo qual essa excursão é feita influencie no prazer de viajar, ou então o destino a ser alcançado também modifique o ânimo daquele que se põe a caminho. O que importa, na maioria das vezes, é que se chegue, e bem, no lugar almejado para cumprir um objetivo que se tem previamente.Tudo o que eu tenho a dizer é que eu não esperava a viajem que fiz naquela biblioteca, tampouco com o meio que utilizei, muito menos o lugar aonde cheguei. Não teve fumaça, pozinho ou palavras mágicas. Simplesmente, ao cair no chão, o livro aberto pôs-se a me sugar, tragando-me para o outro lado. Não me senti sufocado, nem tive a sensação de estar sendo esmagado. Somente fui sugado, pelo livro e pelo perfume. Ah, aquele perfume!Durante o tempo todo, de um lugar ao outro, senti aquele cheiro diferente. Não…